Princípios mais que regras

por Pe. Silvio Cesar da Silva

As pessoas estão à procura de realidades e pessoas perfeitas. Talvez, por isso, muitos encontros sejam cheios de expectativas e não reais. Quando desejamos a pessoa ideal, perdemos a oportunidade de encontrar a pessoa certa. A idealização não comporta defeitos e limites, mas projeta-se em caricaturas revestidas de uma cera frágil que lhes empresta feições perfeitas.

Como é fácil classificar as pessoas ou os comportamentos e assim, criamos a simpatia ou a discriminação. Como é interessante viajar um pouco no comportamento das pessoas.

Quando imaginamos a subida para todos, uma atitude significativa de se assumir é aprender a cooperar, a trocar. Descobrimos, também, que o outro pode ter algo que me falte e que eu possa ter algo que falte nele. Diferença e não desigualdade.

Uma visão assim gera em nós posturas mais respeitosas, que aproximam mais, que podem contagiar pela sensibilidade e gentileza.

Muitas vezes somos formados mais pelas regras que pelos princípios. Obedecemos pelo medo, seguimos tradições simplesmente por regras externas e deixamos de nos formar pela riqueza dos princípios, que gera um comportamento edificado na maturidade.


“Quando desejamos a pessoa ideal, perdemos a oportunidade de encontrar a pessoa certa. A idealização não comporta defeitos e limites, mas projeta-se em caricaturas revestidas de uma cera frágil que lhes empresta feições perfeitas”


Quando percorremos a vida de Jesus, pela Sagrada Escritura, percebemos logo que Ele propôs princípios e não regras. Sua vida foi uma prática em direção a uma vida mais livre e comprometida com o Reino de Deus.

Mas, infelizmente, relutamos muito para estruturar nosso modo de vida em torno do ensinamento do Evangelho. Muitos ainda preferem uma vida descomprometida, fazendo-nos indiferentes, geradores de um comportamento sem rumo, sem horizonte, sem sentido, sem um projeto autêntico de vida.

Vivemos uma crise de valores por conta dessa secularização e pela perda da identidade encarada por muitas realidades. O religioso é menos visível, tentamos apresenta-lo apenas nos discursos e não o tocamos na prática.

Num clima relativista, os ideais tradicionais são ofuscados e muitos preferem flutuar à deriva numa embarcação sem bússola. Para onde vamos? Não importa! Apenas seguimos pelos atalhos que a vida vai nos oferecendo!

Diante do enfraquecimento de identidades e superação de estruturas desordenadas, o ser humano precisa reencontrar o princípio da vida. Aqui deixo o desafio de nos enamorarmos por Cristo, para viver com um amor apaixonado, a forma de vida como Ele viveu.

Antecipemo-nos em gestos libertadores, em atitudes respeitosas, em articular o bem, destruindo toda forma de agressão ao valor da vida.

Pe. Silvio César da Silva

Silvio César da Silva é natural de Cruzeiro e sacerdote da Congregação Salesiana. Tem formação pela Pontifícia Universidade Salesiana de Roma, sendo mestre em Catequese Pastoral. Atua como pároco da Paróquia Sagrada Família, em São José dos Campos e apresentador na TV Canção Nova.

, , , , , , , , , ,