Consistência nos hábitos diários traz benefícios à saúde

Manter uma rotina não é algo fácil. No entanto, quando se fala em saúde, essa consistência só tem a ser vantajosa, revela o professor de yoga Francisco Kaiut

Da Redação | outrosquinhentos.com | São Paulo

Algumas pessoas gostam da ideia de construir uma rotina. Outras, não. Mas o fato é que manter alguns hábitos é essencial para o bem-estar físico e mental.

Quando se fala nas práticas que podem intensificar sua energia para viver bem, é preciso de consistência todos os dias, inclusive nos finais de semana.


Leia essa também: Mais comum em idosos, sarcopenia também pode atingir jovens. E mais: Uso abusivo de celular pode causar problemas no pescoço

Francisco Kaiut, responsável pela criação do Método Kaiut Yoga, afirma que: “não faz nenhum sentido você criar uma vida de segunda a sexta-feira, querendo que ela seja diferente no sábado e domingo. Precisamos de coerência e consistência. Você tem uma só vida, que vai de segunda a segunda”.

Segundo o professor, adotar esta postura diferenciada em dois dias da semana pode não trazer um bom resultado: “Isso manda uma mensagem bem contraditória não só para o seu exterior, atingindo as pessoas ao redor; mas para o seu interior, impactando seu cérebro e cada célula do seu corpo”.

Kaiut acrescenta que a prática do yoga propõe uma maneira de encontrar o equilíbrio entre corpo e mente e, para isso, é preciso entender que as ações precisam ser intencionais e sempre respeitadas.

“Não faça nada por acaso. É muito importante que absolutamente tudo que você faz seja intencional. Eu não faço nenhuma escolha aleatória na minha vida. Sempre tem uma lógica, uma ideia por trás daquela posição, isso se aplica para qualquer coisa no meu cotidiano. Ter intenção é ter uma ação dirigida. Neurologicamente coerente. É isso que ajuda a construir uma atitude positiva, saudável e pró-ativa em relação à vida”.


Aproveite e leia também: Pilates para fortalecer o sistema imunológico na gestação e Yoga para iniciantes: um guia para começar a prática agora

Diante deste cenário, Francisco Kaiut reforça que o prazer de fazer uma atividade dará melhores frutos do que o sentimento de fazer algo de modo obrigatório.

“Isso se aplica não só para a prática do yoga, mas para tudo na vida. Entre o ‘tenho que fazer’ e o ‘quero fazer’, sempre escolha a segunda opção. Faz uma diferença brutal. Se você ‘tem que fazer’, não o faça. Não valerá a pena o resultado que você terá”, completa.

Quer ficar por dentro de tudo o que fazemos e receber nossas novidades primeiro? Faça parte da lista de Assinantes OutrosQuinhentos! É fácil, é rápido e é grátis! Envie QUERO para o nosso whatsapp (12) 99190 6677 ou clicando aqui.



, , , ,