[ESPECIAL BLACK FRIDAY] Principais cuidados que compradores e e-commerces devem adotar

Data requer investimento em segurança e atenção redobrada

Da Redação

A Black Friday está chegando. A data, uma das mais importantes para o comércio eletrônico, deve propiciar faturamento 15% maior para as lojas virtuais (dados Ebit) e, por consequência, aumento no tráfego dos sites, por conta dos consumidores ávidos por boas ofertas.

Toda essa procura, no entanto, exige cuidado redobrado tanto dos varejistas, que precisam oferecer um ambiente seguro, quanto de consumidores, que precisam ficar atentos à questão da segurança antes de fechar uma compra. Isso porque é nesta época que os ataques de phishing aumentam. Trata-se de um golpe no qual fraudadores fazem cópia de sites e enviam e-mails com ofertas extraordinárias ao consumidores para roubar dados pessoais e financeiros.

Site Seguro = vendas efetivas

Para oferecer um site protegido contra o ataque de hackers, os lojistas precisam investir no Certificado SSL, que garante um canal de comunicação criptografado, protegendo as informações em tráfego, entre o servidor da loja e o dispositivo do consumidor, contra a intercepção de terceiros, explica Henri Sternberg, diretor de Negócios Corporativos da Certisign, líder em Certificação Digital e especialista em Identificação Digital.

“Obrigatoriamente um site para vender na internet precisa de um Certificado SSL válido para garantir segurança aos internautas. Por isso, os lojistas precisam ficar atentos, pois o SSL tem validade e caso esteja expirado, ao acessar o seu site, o potencial cliente verá mensagens que indicarão um ambiente não seguro”.

E como o consumidor sabe que está acessando um site seguro? Segundo Sternberg, o Certificado SSL exibe sinais que podem ser verificados facilmente. Um deles é a letra S no HTTP, portanto HTTPS nos ambientes protegidos pelo SSL.

Outros sinais são: cadeado no browser e aplicação do Selo de Segurança, que geralmente fica no rodapé da página ou na tela de pagamento. No entanto, Sternberg alerta: “Não basta apenas conferir se o site tem o Selo. É preciso clicar em cima para checar as informações do Certificado SSL, que deve ter sido emitido para o site em questão. Essa mesma conferência pode ser feita ao clicar no cadeado também”.

, , , , , , ,