Desenvolvimento Infantil é tema de seminário em São José dos Campos neste sábado, 17 de agosto

Contagem regressiva para o encontro que discutirá a importância do vínculo familiar no desenvolvimento da criança, mostrando que nem toda birra faz parte da etapa de crescimento, mas que pode ser falta de atenção e carinho

Da Redação

O Seminário de Mães do Vale é uma iniciativa da Rede Mãe e é o único evento da RMVALE voltado para o desenvolvimento infantil. Será realizado neste sábado, no dia 17 de agosto, das 8h às 16h, em São José dos Campos, no Auditório Dom Bosco.

As psicólogas, especialistas infantis e organizadoras do seminário, Lívia Rocha e Wélida Viana desenvolveram o evento em cima dos três pilares que seguem em seus atendimentos de consultório que são: educação, saúde e desenvolvimento infantil.

“Os pais devem estar atentos a cada fase da criança envolvendo esta tríplice. As crianças não conseguem verbalizar o que sentem, mas, dão sinais de suas insatisfações e frustrações. E é o vínculo parental que vai ajudar o responsável da criança a perceber a diferença”, contou Lívia Rocha.

Entre os sintomas não verbais manifestados estão: irritabilidade, alterações na alimentação, baixa autoestima, crises de choro, oscilações de humor, medo, agressividade, ansiedade, dificuldades na escola, muitas queixas de dores físicas, perda de interesse em atividades que antes eram prazerosas, pesadelos frequentes e alterações de sono.

Na maioria das vezes, a criança não verbaliza que está deprimida, por exemplo, e toda criança precisa de um adulto para ajudá-la a nomear os sentimentos e emoções. Por outro lado, o adulto tem que ter o vínculo com a criança para entender e perceber que determinada reação da criança não é apenas um comportamento mal ajustado ou que faz parte da idade.

Nos adolescentes a partir de 12 anos, os sintomas são semelhantes aos dos adultos e eles verbalizam e também demonstram sinais, como irritação e ficam instáveis, com crises de explosões e raiva, isolados, com baixa autoestima, prejuízo no desenvolvimento escolar, ideias e pensamentos suicidas e muitos vezes abuso de drogas e álcool.

“O responsável pela criança não entende que alterações de humor e hiperatividade pode ser, por exemplo, um sinal de depressão infantil e que este sintoma pode comprometer o desenvolvimento e a maturidade psicossocial, por isto este ano o Seminário terá como tema central Família e Construção do Ser”, explicou Wélida Viana.

Dentro desta abordagem serão gerados vários tipos de discussão com os especialistas, entre os palestrantes: a educadora parental e analista de comportamento Thais Basile; o psicoterapeuta de crianças, adolescentes e famílias e mestre em psicologia Ivan Capelatto; as fundadoras do SOS EDUCAÇÃO, Taís e Roberta Bento que também são colunistas do Portal Educação do Estadão, da Revista Pais & Filhos e consultoras de programas televisivos Como Será e A Hora do Enem e ainda, a educadora física e empresária de São José dos Campos, Mônica Marques.

“O vínculo é a base estrutural de todo desenvolvimento infantil. O vínculo garantirá uma boa saúde mental, física, psíquica e cognitiva da criança”, finalizou Lívia Rocha.

SERVIÇO

2º Seminário de Mães do Vale

Data: 17 de agosto (sábado)

Horário: 8h às 16h

Local: Auditório Dom Bosco – Rua Presidente Wenceslau Braz, 161, Jardim Esplanada. São José dos Campos.

Informações e inscrições: www.seminariodemaesdovale.com.br

, , , , , ,