Dia do Pudim tem ações sociais para idosos e crianças em SP

Sucesso na gastronomia do hotel, cada encomenda do Pudim Transamerica será convertida em doação de alimentos para instituições que cuidam de idosos e crianças em vulnerabilidade

Da Redação | outrosquinhentos.com | São Paulo

No dia 22 de maio, é celebrado o Dia do Pudim. A sobremesa é uma das mais populares no Brasil e tem raízes portuguesas. Uma das receitas mais tradicionais (e certamente a mais gostosa) do pudim de leite condensado brasileiro é a do Pudim Transamerica, a estrela da gastronomia do Transamerica São Paulo e que já apaixona paulistanos há quase 30 anos. O sucesso é grande e o hotel recebe muitas encomendas da iguaria todos os meses, com retirada no empreendimento no esquema drive-thru. E, em um ano tão desafiador, o Transamerica São Paulo quer usar a força dessa delícia para ajudar outras pessoas.


Que tal ler essa? Preguiça de ir pro fogão? Confira 10 vantagens que você tem ao pedir comida por delivery

Encomendas de pudim serão convertidas em alimento para instituições

O Transamerica São Paulo recebe encomendas diárias de pudim e, entre os dias 20 e 30 de maio de 2021, para cada encomenda do Pudim Transamerica, doará 1kg de alimento para instituições sociais. As casas escolhidas para receberem as doações foram o Abrigo de Idosos Alexandre Dahruj, em Santo Amaro, e uma das instituições atendidas pela Fundação Prato Cheio, que cuida de crianças em situação de vulnerabilidade. A entrega dos donativos será feita em junho com um “Dia do Pudim” simbólico em cada uma das instituições, seguindo todos os protocolos sanitários para espalhar mais alegria, pertencimento e sabor na nossa região, com toda segurança. Essa prestação de contas será divulgada, posteriormente, no Instagram @transamericasp.

Além disso, no próprio dia 22 de maio, a famosa e tão pedida receita será publicada nas redes sociais do hotel junto de um vídeo do chef executivo Danilo Brasil preparando a sobremesa, para quem quiser salvar, fazer sua própria versão e postar usando a hashtag #DiaDoPudimTransamerica. O hotel lembra que, apesar de divulgar amplamente a receita, o segredo está no processo de ida ao forno, em uma técnica desenvolvida pelo Transamerica e, essa sim, guardada a sete chaves.

Pudim com história

O Pudim Transamerica tem motivo para tanto prestígio. Ele foi criado em 1992, como resultado de um trabalho incessante – que durou algumas semanas – do time de confeiteiros do hotel em busca da receita com a melhor textura e o melhor sabor. Mas o segredo não está só na receita e sim em seu preparo. Na época, o hotel investiu em um forno especial, que elevou o item, tão comum no paladar e na mesa dos brasileiros, a um patamar tão único e desejado. Seu potencial, aliás, foi identificado pela equipe do hotel por conta de um hóspede assíduo que pedia o pudim todos os dias, dando seu parecer informal como apaixonado pelo doce.

A partir daí, nas visitas comerciais, o Pudim Transamerica começou a servir de boas-vindas e a fama se espalhou no boca-a-boca, principalmente por manter a padronização da receita, do sabor e da textura lisinha ao longo de quase três décadas, gerando tradição e confiança. Mas, vale o spoiler: uma diversificação da receita original com novos sabores está nos planos do hotel para um futuro próximo.

As encomendas podem ser feitas com pelo menos 24 horas de antecedência pelo telefone (11) 5693-4931, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, e retiradas no próprio hotel. Essa delícia também estará disponível na padaria gourmet La Boulangerie, que será inaugurada em breve no Transamerica São Paulo.

A origem do pudim

Em muitos países, a palavra “pudim” é usada apenas para doces, mas no Reino Unido e em alguns países da Comunidade Britânica, ela é usada também para descrever pratos doces e salgados. Em sua origem, o termo descreve um tipo de alimento que pode ser sobremesa ou um prato saboroso (salgado ou picante) que faz parte da refeição principal. Como sobremesa, é rico e bastante homogêneo e pode ser feito à base de amido, como o pudim de arroz, ou de laticínios, além de misturas para bolo cozidas no vapor, como o pudim de esponja de mel. Podem ou não ter adição de outros ingredientes, como as frutas secas no pudim de Natal.

A evolução das receitas levou ao pudim de leite condensado, a mais popular no Brasil, mas ela deriva de uma versão com origem em Portugal. A história conta que a sobremesa foi inventada por um abade, cargo superior dos monges de uma abadia, que não divulgava a receita. Como o quitute acabou se tornando um grande sucesso, diversos confeiteiros tentaram copiar, sem sucesso. Quando morreu, porém, os ingredientes secretos do Pudim de Priscos, que já era sucesso da culinária portuguesa, foram revelados: açúcar, gemas de ovo, água e toucinho de porco.



, , , ,