Driblando o desemprego e a crise: como se destacar numa entrevista ou até mesmo pedir um aumento salarial

Cuidados como pesquisar a empresa e falar assertivamente sobre si mesmo garantem maior possibilidade de contratação e até mesmo aumento salarial em tempos de crise

Da Redação

No primeiro semestre de 2019, o desemprego no Brasil atingiu 12,3% da população, uma média de 13 milhões de pessoas, segundo dados da PNAD (Pesquisa Anual por Amostra de Domicílios Contínua).

Com um cenário cada vez mais competitivo, é preciso estar bem preparado para se sobressair numa entrevista de emprego. A pergunta é como causar uma boa impressão.

“Quando entrevistamos candidatos, percebemos que muitos deles sequer pesquisaram informações básicas sobre a empresa contratante. Isso, em nossa análise, é notado como desinteresse pela vaga”, Gabriela Mative, Gerente da Divisão Middle (que trabalha cargos de média e alta gestão) da Luandre, consultoria de RH.

Ela explica que uma das primeiras etapas do processo seletivo é a entrevista com o recrutado. Essa é a porta de entrada para a companhia em que o candidato deseja trabalhar. Neste primeiro contato, é que se decide quem segue em frente na seleção. “Numa entrevista com alto número de concorrentes, além do discurso sobre suas qualidades e experiências anteriores, o profissional precisa demonstrar interesse genuíno e isso fica claro pela pesquisa”, afirma Gabriela.

Por onde começar

Assim que receber a ligação ou o e-mail com a convocação para a entrevista é importante reservar um tempo para pesquisar a empresa. Os dados mais relevantes podem ser buscados com um simples clique, no site, nas redes sociais e até em reportagens. A internet é uma grande aliada nesta busca.

O que pesquisar

Os principais tópicos sobre o futuro empregador são: área de atuação, tempo em que a empresa está no mercado e seu cenário atual. Com essas informações, o candidato está preparado para fazer perguntas relevantes, como plano de carreira e cultura da empresa. “Não costumamos solicitar que o candidato pesquise sobre o estabelecimento, então, caso ele chegue com essas informações, saberemos que é determinado e proativo” diz Gabriela.

O que dizer em causa própria

Não basta saber o currículo, tem de saber como falar sobre si próprio. “Honestidade é chave”, diz Gabriela. Ela orienta a explicar sobre habilidades e competências e ainda apontar como elas podem ser relevantes para o cargo em questão, além de se mostrar disponível para o aprendizado.

A pergunta que não se esperava

Poucas pessoas estão preparadas para a questão “por que você quer trabalhar nesta empresa”. Sem problemas, há como fazer isso. Gabriela aconselha a procurar no site a missão e os valores da companhia e entender de que forma seu pensamento está alinhado com eles.

Dress Code

Por fim, não custa lembrar que roupas muito informais, como regatas, bermudas e chinelos, nunca pegam bem, não importa o cargo que o candidato esteja pleiteando. Roupas sóbrias e formais sempre geram uma melhor primeira impressão.

Especialista ensina como conseguir aumento salarial em tempos de crise

É muito difícil conviver e principalmente manter colaboradores descontentes em uma empresa, especialmente se o motivo for o valor do salário. Diante de economia instável, torna-se um desafio reajustar valores sem pensar nas consequências. Ainda assim, é importante ouvir a equipe e conversar quando surge esse assunto.

Alexandre Slivnik, especialista em gestão de pessoas, autor e palestrante, explica quais são as circunstâncias ideais para pedir um aumento e também para ceder, seja como chefe ou no próprio RH. “Qualquer pedido de aumento deve ser estrategicamente pensado de acordo com os resultados que o colaborador traz. Se a resposta para o pedido for negativa, é preciso entender quais são os motivos, pode ser que não seja o melhor momento ou a empresa esteja passando por dificuldades”, explica.

Portanto, para pedir um aumento salarial, a princípio, é necessário compreender como o trabalho está beneficiando a empresa, e caso não esteja, aumentar o ritmo para que esse processo seja mais fácil. “Mostrar resultados gera reconhecimento, que ajuda bastante no momento de realizar o pedido”, revela Alexandre.

O especialista também fala sobre a relação de chefes e funcionários. Para ele, é fundamental reconhecer quando um colaborador faz grande diferença para o negócio. “O líder deve ser racional, pensar antes de tudo na situação da empresa, mas seja o empregado indispensável ou não e independente da resposta, precisa ser franco e dizer também as razões”, Slivnik explica.

O aumento da remuneração acontece a partir do momento que a empresa reconhece uma possibilidade do trabalhador trazer resultados ainda melhores. Sem a motivação necessária, a situação pode ficar cada vez mais insustentável para todos os envolvidos no processo.

A falta de valorização também pode ser um problema para o funcionário, por isso Alexandre recomenda que caso a resposta seja repetidamente negativa, talvez seja uma boa ideia trocar de ares e procurar um novo trabalho.

Passo a passo para quem está vivendo essa situação

  1. Peça para o seu líder, através de um contato pessoal, um momento na agenda ele. Essa conversar deve ser em um ambiente tranquilo e reservado

  2. Construa uma proposta efetiva. Não diga que recebeu convite para trabalhar em outro lugar ou muito menos alegue motivos pessoais como compra de casa, nascimento de filho.

  3. Avalie como foi a sua produtividade e pontue suas principais conquistas.

  4. Comente sobre seus planos, e fale o que pretende apresentar como resultados para os próximos meses.

  5. Caso a resposta seja positiva, agradeça e mostre seu empenho e comprometimento com os valores da empresa. Mas caso não consiga o desejado aumento, peça ao seu líder que mostre como você pode melhorar e o que pode fazer para futuramente obter o ajuste salarial merecido.

, , , , ,