Especialista dá dicas para evitar exageros no fim de ano

Afinal, você não precisa descompensar sua saúde e nem brigar com a balança depois das ceias de Natal e Ano Novo

Da Redação

Já está com medo de cometer exageros no fim do ano? A ceia de Natal e a festa do Ano Novo costumam ser fartas e tentadoras, levando muita gente a passar dos limites!

Segundo Dra. Louise Soares, que tem especialidade em Saúde Integrativa, emagrecimento e adequação nutricional, alimentar-se deve ser um prazer, mas não pode prejudicar a saúde do corpo.

“Costumamos ser exagerados em relação aos carboidratos no fim de ano. A frase ‘dieta eu começo depois do Ano Novo’ passa a ser uma vilã para seu organismo, porque seu cérebro entende que vai ser privado depois e manda sinais de que você precisa comer bastante”, explica Louise Soares.

Claro que você pode comer panetone, rabanada e também as guloseimas típicas deste período, mas tudo de forma equilibrada

Para diminuir os efeitos maléficos do consumo de antinutrientes, Dra Louise Soares listou uma série de dicas para você e sua família terem um fim de ano feliz, saboroso e saudável.

  1. Separe as refeições no dia do Natal e Ano Novo para consumir alimentos e pratos típicos. Restrinja o consumo do panetone, por exemplo, ao jantar, e não repita nos cafés da manhã do mês inteiro.

  2. Nas refeições de rotina, coma vegetais, proteínas e gorduras saudáveis. Deixe as guloseimas apenas para momentos de confraternização e os dias de festa.

  3. A vida não vai acabar em dezembro, então não se esqueça da sua meta. Se você quer emagrecer cinco quilos, não vai querer entrar o ano tendo que eliminar 8, certo?

  4. Se você já está feliz com sua saúde e sua forma, pense duas vezes antes de comer. Faça boas escolhas.

  5. As fibras ofertadas por vegetais, por exemplo, fornecem saciedade e amenizam aquela fome de leão. Durante o dia, queimamos mais calorias do que à noite. Por isso, na ceia, prefira as proteínas e as gorduras. Deixe os carboidratos e os doces para o almoço do dia seguinte. E ainda, não exagere no consumo de bebidas alcóolicas: “Um grama de álcool é mais calórico que o carboidrato e a proteína juntos. Além disso, não tem nutrientes ou não sacia”, pondera a Dra. Louise.

  6. Alimentos especiais para esta fase são: salmão com grande concentração de ômega 3, oleaginosas como nozes e castanhas: excelentes fontes de gordura e que ajudam na saciedade, chocolate acima 70% cacau para fazer doces especiais, temperos antioxidantes, destoxificantes e estimulantes do metabolismo como alho pimentas, orégano, cúrcuma devem ser utilizados em todas as refeições.

  7. Consuma chás in natura para auxiliar o seu corpo no estímulo do metabolismo, ajudar fígado, rim, intestino a eliminarem ou metabolizarem adequadamente tudo que você consumir e ainda alguns ajudam na produção de neurotransmissores que lhe tragam prazer. Os mais indicados são, chá verde, dente de leão, cavalinha, hortelã, gengibre com limão. Tome em média 500ml ao dia e vária o máximo que conseguir.

  8. Não deixe de praticar atividade física, de dormir o suficiente, de lutar para acabar com seus conflitos emocionais, de abandonar tudo o que não lhe faz bem, o equilíbrio corpo mente, espírito é a maior virtude do ser humano.

Sem inventar desculpas. Há muitas receitas fáceis, práticas, deliciosas e saudáveis na internet e nos livros de receitas. Assim, você garante uma ceia cheia de nutrientes e que traga benefícios para seu organismo.

Seguindo estas dicas, você mantém sua saúde e não briga com a balança já no início de 2019. “Temos que ter a consciência de que tudo em excesso não é bom. Preparar alimentos menos calóricos e com benefícios para sua saúde ajuda muito”, finaliza Dra. Louise Soares.

, , , , , , , , , , ,