Luiza: “País terá grande quantidade de vacinas disponíveis em julho”

Em encontro virtual, empresária fala dos esforços que o grupo Unidos pela Vacina faz para viabilizar imunização maciça da população contra a Covid-19

Da Redação | outrosquinhentos.com | São Paulo

A presidente do Conselho de Administração do Magazine Luiza, do Grupo Mulheres pelo Brasil, idealizadora do grupo empresarial Unidos pela Vacina e vice-presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), Luiza Helena Trajano, palestrou sobre vendas nesta quarta-feira (dia 2) em evento virtual e declarou que o país terá em julho “grande quantidade de vacinas disponíveis, fato que possibilitará a imunização de 70% da população em pouco tempo”. O evento, promovido pela Associação Comercial de São Paulo com condução do diretor geral da Faculdade do Comércio (FAC-SP), Wilson Victorio Rodrigues, foi transmitido ao vivo pelo YouTube.

“A meta era vacinar 70% da população até setembro, mas infelizmente aconteceram fatos políticos que atrasaram a chegada do IFA (insumo necessário para a fabricação das doses) e das próprias vacinas ao Brasil”, disse. “Só que estamos em permanente contato com vários laboratórios internacionais e diversas outras pessoas estratégicas com a intenção de ajudar o Ministério da Saúde a adquirir estas vacinas com agilidade; teremos boas notícias em breve”, emendou.

O relacionamento do grupo acontece também com os governos e 5.370 municípios. “Muitas cidades têm problemas de logística e de falta de estrutura. Por isso doamos notebooks, insumos, seringas e o que precisam para que recebam, distribuam e apliquem os imunizantes”, afirmou Trajano. “O SUS tem estrutura e capacidade para vacinar quatro milhões de pessoas por dia.”

O movimento Unidos pela Vacina foi criado pelo Grupo Mulheres do Brasil e agrega empresários brasileiros que se juntaram para acelerar a imunização em massa da população. Eles ajudam o poder público a adquirir, distribuir e até mesmo a aplicar as doses na população do país.

“A vacina não é para quem pode comprar; é para todos”, ressaltou Trajano. “E as pessoas não precisam escolher a vacina, porque todas são boas; o pior é a doença.”

Os empresários podem ajudar o SUS e atender as demandas da cidade que preferirem com doações. O primeiro contato pode ser feito pelo e-mail prefeitura@grupomulheresdobrasil.org.br .

Consumo e varejo

No encontro virtual Vendedor Digital: O Papel do Comércio Diante do Novo Mercado, a presidente do Conselho de Administração do Magazine Luiza, Luiza Trajano, prevê uma explosão de consumo com a maior parte da população vacinada.

“Isso já acontece nos Estados Unidos onde há filas por senhas em restaurantes fast food e muito consumo de produtos”, disse.

Mas para aproveitar a sede de consumo, o comerciante também precisará inovar e utilizar as tecnologias que já existem no mercado para que consigam sobreviver no mundo moderno. Isso significa que todos precisam vender seus produtos também de forma online. Quem não fizer isso, naturalmente perderá espaço. “No Magazine Luiza constatamos que as vendas online impulsionam as presenciais e vice-versa”, contou. “Quem tem loja física precisa se atualizar para não ser prejudicado pela concorrência”.

Trajano também contou a história de como o Magazine Luiza aderiu ao e-commerce e como presta assistência pós-venda ao cliente. Quem quiser conferir o evento da Associação Comercial de São Paulo, transmitido ao vivo nesta quarta-feira, pode acessar o link por aqui .



, , , ,