Mamografia tem queda e prevenção é fundamental

Santa Casa de São José dos Campos apoia a campanha Outubro Rosa, que reforça combate ao câncer de mama

Da Redação | outrosquinhentos.com | São José dos Campos

A pandemia da Covid-19 trouxe diversos impactos na realização de exames preventivos, pelo receio das pessoas de contaminação. Um dos afetados foi a mamografia, principal procedimento para o combate do câncer da mama, doença cujo mês de outubro é foco de combate, com a campanha Outubro Rosa, apoiada pela Santa Casa de São José dos Campos.


Leia também: 4 milhões de brasileiras entre 50 e 69 anos nunca realizaram uma mamografia

Levantamento do Radar do Câncer, plataforma de dados idealizada pelo Instituto Oncoguia, mostrou que, em 2020, houve uma queda de 45% em mamografias. Em 2021, a redução foi ainda maior, de 50%, situação vista com temor por especialistas, com a possibilidade de uma onda de diagnóstico de câncer de mama em fase avançada para os próximos anos.

Na Santa Casa de São José dos Campos, houve queda de 13% na realização de mamografias, de janeiro a agosto deste ano, comparado ao mesmo período de 2020.  A mastologista do hospital, Carolina Caobianco, ressalta a importância do exame para o diagnóstico precoce, em caso de ocorrência da doença. “A mamografia é capaz de reduzir a taxa de mortalidade pelo câncer de mama em até 30% e deixar de fazer pode trazer impactos no tamanho da lesão, no tratamento e na possibilidade de cura”, salienta.

O câncer de mama pode ser percebido em fases iniciais, na maioria dos casos, por meio de alguns sinais, como a presença de nódulo (caroço), fixo e geralmente indolor; pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja; alterações e/ou saída espontânea de líquido anormal pelos mamilos e pequenos nódulos nas axilas ou no pescoço. É importante que a mulher sempre observe suas mamas e, ao perceber qualquer mudança, procure um médico.

A Sociedade Brasileira de Mastologia recomenda a realização anual da mamografia para mulheres acima dos 40 anos. Abaixo dessa idade, a mamografia pode ser indicada para mulheres com suspeita de síndromes hereditárias ou para complementar o diagnóstico, em caso de nódulos palpáveis e se o médico achar necessário.

A confirmação diagnóstica só é feita por meio da biópsia, a qual consiste na retirada de um fragmento do nódulo ou da lesão suspeita por meio de punções (extração por agulha) ou de uma pequena cirurgia. O material retirado é analisado para a definição do diagnóstico.

A mastologista da Santa Casa de São José dos Campos lembra que práticas saudáveis no dia a dia também são importantes para a prevenção do câncer de mama. “É importante manter uma alimentação saudável, fazer atividade física regularmente, não consumir bebidas alcoólicas e, para as mães, o ato de amamentar auxilia muito no combate”, pontua. “É preciso reforçar a orientação da população para a prevenção rotineira e os exames preventivos, pois quanto mais cedo for diagnosticado algum problema, melhores serão as chances de cura”, conclui.

Quer ficar por dentro de tudo o que fazemos e receber nossas novidades primeiro? Faça parte da lista de Assinantes OutrosQuinhentos! É fácil, é rápido e é grátis! Envie QUERO para o nosso whatsapp (12) 99190 6677 ou clicando aqui.



, , ,