O que você precisa saber antes de comprar seu primeiro carro?

Entre economizar nas despesas pessoais, manutenção e formas de pagamento, veja como realizar o sonho de ter um carro

Da Redação

Adquirir um carro ainda é um dos maiores desejos de consumo do brasileiro. Segundo um levantamento da Anfavea, 70% dos entrevistados até 25 anos pretendem comprar um carro. Para auxiliar os que desejam comprar o seu próprio veículo, a Bidu, plataforma online de recomendação, comparação e contratação de seguros e produtos financeiros, que faz parte do Grupo Thinkseg, mostra algumas dicas para você fazer o seu planejamento. Confira:

De olho nas despesas pessoais

Comece fazendo uma lista de todos os seus gastos, lembrando que é importante focar em cortar custos que são totalmente dispensáveis e colocar em ordem o que é prioridade, como algumas despesas que são importantes para sua casa, por exemplo. Faça uma lista de quais gastos podem ser evitados ou diminuídos. Reduzir a frequência com que você vai a restaurantes, bares e faz compras, ajuda a poupar um dinheiro considerável.

Cabe no bolso?

Os modelos usados normalmente saem mais barato, mas existem opções de carro zero a partir de cerca de R$ 30 mil. Além disso, para que você possa se organizar, saiba que o IPVA varia de acordo com o modelo do veículo e seu ano de fabricação, sendo que os mais antigos têm valores mais baixos. Ainda é essencial considerar diversas despesas como Seguro DPVAT, manutenção, combustível, troca de óleo, pneus e estacionamento.

Formas de pagamento do carro

Avalie a melhor forma de pagamento que você pode comprar o seu sonhado veículo. Se for à vista, não precisará arcar com parcelas todo mês e taxa de juros. Se optar por financiamento, terá que solicitar o valor ao banco e, se aprovado, pode usá-lo imediatamente. O pagamento é realizado em parcelas e os juros giram em torno de 27% ao ano. A dica neste caso é dar uma entrada e parcelar o valor restante, já que se você escolher o financiamento integral, no final, pode chegar a pagar o valor de quase dois carros devido aos altos juros.

Já o consórcio é como uma poupança coletiva, na qual cada membro contribui com o valor mensal proporcional ao preço do automóvel. Todos os meses acontece um sorteio, em que uma pessoa do grupo é contemplada para receber a carta de crédito, que nada mais é do que o dinheiro para efetuar a compra do veículo. Esta opção pode ser viável para quem não tem pressa em ter um carro, pois as taxas administrativas costumam ser bem mais atrativas do que os juros aplicados em financiamentos.

Cotação de seguro

Imagina você acabar de comprar seu carro novo e perdê-lo por infortúnio ou sofrer um acidente com grande prejuízo? Dói só de imaginar, por isso é tão importante fazer uma cotação de seguro antes de comprar o seu carro, faça uma simulação de quanto será o valor do seguro e como ele pode entrar no seu orçamento. Com os índices de roubo crescendo a cada dia em quase todos os lugares, não dá para arriscar e ficar sem o serviço. Sem contar que na contratação do seguro é possível adquirir também uma série de assistências que poderão lhe dar suporte nos momentos de imprevistos, como troca de pneus, gu incho, etc.

Manutenção

Se você está em dúvida se compra um carro zero ou usado, leve em consideração que ambos têm lado positivo e negativo. O carro novo, normalmente, não vai te deixar na mão tão cedo, além de gerar menos manutenção nos primeiros anos, porém o preço é um pouco mais alto do que um seminovo, que já costuma ter um valor abatido da depreciação, com uma boa conservação. Já o carro usado te dá a vantagem do IPVA ser mais em conta, mas não se deixe levar por essa empolgação. A dica é levar um mecânico de confiança para fazer uma avaliação e garantir que o barato não saia caro lá na frente.

, , , , , , ,