“Pega a visão – Verás que um filho teu não foge à luta” é o primeiro livro do palestrante e escritor Rick Chesther

“Eu sou o resultado do ‘não’ que eu dei a todos os ‘nãos’ que me deram” é o lema do palestrante que das ruas do Rio de Janeiro pras estantes das livrarias de todo o Brasil, fala sobre empreendedorismo e inspira a muitos como ‘apenas um mensageiro’

Da Redação

De ambulante nas ruas do Rio a palestrante na universidade de Harvard, nos EUA. Nos últimos anos, muitas pessoas ficaram desempregadas por conta da crise que atinge o país. Por outro lado, mesmo nas dificuldades, muitos brasileiros encontraram uma maneira de empreender e ganhar dinheiro.

Desempregado, Rick pediu emprestado a um amigo R$10,00 para iniciar o seu negócio, que acreditava ser lucrativo: vender água na praia. Ouviu muitas críticas, mas persistiu por acreditar que, para aquele mercado, haveria sempre público. E acertou. Ele conta que lucrava, por dia, entre R$ 150 a R$ 200 e “não voltava para a casa com menos que isso”.

Decidiu, então, compartilhar suas experiências na web com vídeos inspiracionais e algumas pílulas sobre empreendedorismo, quando o empresário Flávio Augusto repostou seu “vídeo da água” que viralizou em todo o Brasil e pelo mundo através de referências como o Daniel Alves, Medina, entre outros. Nesse vídeo Rick explicava o que era o negócio de vender água nas ruas do RJ e no final fechava com a seguinte provocação “Ah, vender água não dá para você não? Então nesse caso a crise não está no país, está dentro de você. Pega a visão”.

De ambulante a youtuber e palestrante, o mineiro que hoje vive na comunidade da Mangueira, fez tanto sucesso que foi chamado para dar uma palestra na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos. “O Rick Chesther da Silva que ia embarcar para os Estados Unidos da América não era apenas um CPF. Eu ia falar em nome desse povo”.

Lançou seu canal no YouTube em abril deste ano e já obteve 260 mil visualizações. Além disso, o empreendedor possui mais de 200 mil seguidores em seu perfil no Instagram conquistados em pouco mais que 120 dias.

Histórias como a do ambulante Rick Chesther inspiram e nos dão esperança. Com ou sem crise, sua motivação diária é acordar, ir à luta em busca dos seus objetivos e empreender todos os dias. Você tem que ser movido pela sua capacidade de não parar, pela capacidade de viver em constante movimento. Sem se vitimizar. “Cheguei no Rio sem nenhum real no bolso, mas bem confiante”.

Rick destaca ainda que “a viagem é a vida. Toda experiência e horas de voo que acumulamos. Não é só sobre chegar no topo e achar que vencemos”. “É sobre estar no alto, fortalecido, depois da luta e sentir que a temperatura da areia de Copacabana e o peso da caixa de isopor só te fortaleceram. É sobre não desistir, mesmo quando o corpo todo pede para chorar. É sobre ser um filho que não foge à luta”.

Compre aqui: “Pega a visão – Verás que um filho teu não foge à luta” de Rick Chesther

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,