Plataforma de caronas atinge marca de 5 milhões de usuários no Brasil

País já é o terceiro maior mercado da plataforma global de caronas. Previsão da empresa, que está presente do país desde o final de 2015, é triplicar base de usuários em três anos

Da Redação

A BlaBlaCar, maior plataforma de caronas compartilhadas do mundo, chega a 5 milhões de usuários brasileiros neste mês. A plataforma, que opera no país desde o final de 2015, consolida o Brasil como terceiro maior mercado da startup no mundo. No Brasil, o crescimento no número de usuários é de 315% desde o início de 2018. Presente em 22 países, ela já conta com um total de 80 milhões de usuários no mundo e decola com base em um modelo de economia compartilhada que visa eliminar lugares vazios dos carros nas estradas.

A expectativa da empresa é triplicar essa base de usuários no Brasil até 2022. O diretor financeiro da companhia, Julien Lafouge, afirma que o país é um dos mais promissores dentro da base de ofertas de caronas. “Nossos investimentos no Brasil já provaram sua importância para a BlaBlaCar. Em um país de dimensões continentais, que depende do modal rodoviário para deslocamento de pessoas e com uma das maiores frotas de veículos do mundo, é fundamental trabalharmos para ocupar o máximo de assentos disponíveis”, pontua o executivo. “Apesar da dependência do modal rodoviário, ainda há muitas rotas pelo país que não são atendidas por ônibus. Das 40 mil rotas cadastradas na BlaBlaCar, por exemplo, cerca de 20 mil conectam cidades que não estão ligadas por nenhum outro tipo de transporte”, completa Lafouge.

Ricardo Leite, diretor geral da BlaBlaCar no Brasil, lembra que os impactos sociais e econômicos da expansão das caronas compartilhadas não têm precedentes. “Além da economia financeira, que pode chegar a 75%, outro impacto importante é a redução da emissão de CO² para a atmosfera. A ocupação dos veículos nas caronas no Brasil é de 3.8, o dobro do número médio do país. Quando se tem essa quantidade de pessoas no carro, você tem consequentemente menos carros nas ruas, menos congestionamento, menos estresse e menos dióxido de carbono na atmosfera”, ressalta Leite.

Uma pesquisa da consultoria Deloitte aponta que a maioria dos consumidores já repensa a compra de um carro. De acordo com o estudo, 56% dos jovens estariam prontos para deixar de lado a ideia de comprar um veículo próprio, pagar IPVA e arcar com outros gastos que vêm com os automóveis. Além disso, o estudo confirma que 39% dos entrevistados possuem interesse no compartilhamento de caronas.

“É uma tendência que só cresce nos últimos anos e tende a guiar todas as ações e projetos de mobilidade no mundo. As caronas compartilhadas são necessárias e fundamentais para o desenvolvimento da sociedade, desde a redução de carros vazios nas ruas até a economia financeira e de tempo no trânsito que a atitude pode trazer para a população”, completa Ricardo.

, , ,