Por que sair da zona de conforto garante longevidade?

Você sabia que tirar o cérebro da zona de conforto proporciona longevidade? Conheça algumas atividades que podem ajudar a manter a mente saudável.

por outrosquinhentos.com

Parece estranho, mas você sabia que sair da rotina pode ser benéfico para o seu cérebro e garantir longevidade? Acredite se quiser, mas aprender um novo idioma, fazer uma atividade física, praticar atividades cognitivas ou até mesmo fazer um novo caminho para o trabalho traz consequências positivas à saúde do cérebro.

Mudanças no estilo de vida e a introdução de hábitos saudáveis são essenciais para a prevenção de doenças neurodegenerativas e garantem um processo de envelhecimento muito mais saudável – e é por isso que se deve começar desde cedo. Pesquisas recentes – como o Estudo Finger, por exemplo – trazem comprovações científicas, mostrando resultados em idosos que se adaptaram a uma vida saudável e conquistaram menor incidência de declínio cognitivo e maior desempenho em testes neuropsicológicos.

As mudanças são simples – consistem na adoção de uma alimentação saudável, atividades físicas regulares, atividades cognitivas, hábitos de leitura e também as neuróbicas – as chamadas aeróbicas dos neurônios.

Aprender coisas novas e introduzir hábitos inovadores na rotina estimula a formação de novas conexões neurais, graças ao conceito de neuroplasticidade cerebral. ” A plasticidade do cérebro, isto é, a capacidade do cérebro de reorganizar os circuitos neuronais para responder ao desafio do envelhecimento neurobiológico explica a sua incrível competência em compensar naturalmente os efeitos do envelhecimento e em se tornar melhor à medida que for usado em situações e tarefas estimulantes”, diz Solange Jacob, Diretora Acadêmica do Método SUPERA, a maior rede de escolas de ginástica para o cérebro da América Latina.

Dessa maneira, quando exercitamos nosso cérebro, aumentamos a nossa reserva cognitiva- capacidade individual que cada cérebro possui para lidar com o envelhecimento natural de cada um e também de lidar com os efeitos de doenças neurodegenerativas, por exemplo.

“Se o cérebro tem uma boa reserva cognitiva, isto permite, por exemplo, que se ache rapidamente um sinônimo para uma palavra, da qual não se consegue lembrar exatamente. Daí a importância de os estímulos terem novidade e serem variados, com qualidade e desafiadores.”, diz Solange.

Dentro das salas de aula do Supera, os alunos são desafiados a todo o momento com ginástica para o cérebro. Baseado no conceito de neuroplasticidade, os alunos trabalham com atividade novas, variadas e com desafios crescentes – ideal para tirar o cérebro da zona de conforto.

A aluna da unidade de Ribeirão Preto (SP), Mariangela Neme, de 73 anos, sente na prática os efeitos da ginástica cerebral para a sua qualidade de vida: “Através das aulas consegui ser mais observadora, mais atenta e sem sombra de dúvida, meus neurônios estão a todo momento saindo da zona de conforto. Sou formada em Odontologia, atualmente estou aposentada e o Supera tem tido um papel muito importante nesta segunda etapa da minha vida”.

Para começar a tirar seu cérebro da zona de conforto, você pode praticar alguns exercícios no seu dia-a-dia. Sugerimos aqui 20 ações diferentes:

01 – Use o relógio de pulso no braço direito (ou no braço esquerdo, se for canhoto);

02 – Escove os dentes ou escreva em uma folha de papel com a mão contrária da de costume, concentre-se nos pormenores que você nunca havia reparado;

03 – Ande pela casa de trás para frente; (na China há muitas pessoas que treinam isso em parques);

04 – Se vista de olhos fechados;

05 – Estimule o paladar, coma coisas diferentes;

06 – Veja fotos de cabeça para baixo e tente observar cada detalhes que antes lhe passara despercebido;

07 – Veja as horas num espelho;

08 – Faça um novo caminho para ir ao trabalho ou introduza pequenas mudanças nos seus hábitos cotidianos, transformando-os em desafios para o seu cérebro;

09 – Converse com o vizinho que nunca dá bom dia…

10 – Comece agora trocando o mouse de lado.

, , , , , , , , , , ,