Saiba como tornar a matemática mais fácil e agradável

Praticar é a melhor forma de aprender, segundo professora do Senac São José dos Campos

Da Redação | outrosquinhentos.com

Nada divide tanto a opinião dos estudantes quanto a matemática. A relação de amor e ódio se intensifica no último ano do ensino médio, período de preparação para o ENEM e demais vestibulares que eleva o nível de ansiedade. Em pleno século 21, o que não cabe mais nessa conta é o método de ensino tradicional. Os tempos mudaram, e proporcionar uma abordagem inovadora contribui com o processo de aprendizagem.

Veja algumas dicas preparadas pela Gisele Pampanini Dias, professora do Ensino Médio Técnico em Informática no Senac São José dos Campos.

Aprenda de diferentes maneiras

Para deixar a matemática mais acessível e prazerosa, o ideal é valorizar o conhecimento prévio do aluno e as diversas formas de aprender. Existem estudantes que absorvem melhor o conteúdo por repetição da escrita, discutindo o tema, por desafios, e outros que necessitam de conteúdo visual. Cabe ao professor mediar a aprendizagem, buscando diversificar as abordagens e ir além da ordem “teoria na lousa – exercícios de aplicação direta no caderno – avaliação escrita”.

Tecnologia pode ser aliada

Jogos digitais e perfis no Instagram auxiliam dentro e fora da sala de aula. Para páginas de Instagram, é necessário um olhar crítico, tendo em vista que os perfis podem ser alimentados por pessoas que não tem pleno domínio do assunto. Aliás, mesmo quem domina pode cometer equívocos. Já os jogos de estratégias, como Torre de Hanói, cubo mágico e Sudoku estimulam o raciocínio lógico, sendo ainda possível criar jogos com os próprios alunos, como batalha naval utilizando o Geogebra (aplicativo de matemática dinâmica), criptografia e bingo das equações com o auxílio do Excel, entre outros.

Não decore, compreenda!

O melhor caminho para o estudante é sempre questionar o que é apresentado, buscar compreender a lógica dos processos, as conexões entre as áreas do conhecimento e a história do conteúdo. Afinal, a parte mecânica é realizada pelo computador com muita eficácia, mas precisamos de pessoas que compreendam “o porquê”, “para que” e “como”.

Foco e determinação

Paciência e dedicação são palavras-chave para tudo na vida. A pressa aumenta a chance de erros e de superficialidade, o que não contribui para a aprendizagem de fato.

Leitura é importante, mas a prática é fundamental

É na prática que o aluno e professor podem identificar falhas de interpretação da teoria, erros no processo e se (re)planejar. Portanto, a exercitação é essencial. Um cérebro desafiado busca cada vez mais conhecimento.

Prepare a mesa de estudos

O ambiente precisa ser confortável, ter boa claridade, sem muitas informações para não correr o risco de dividir a atenção. O resultado será a otimização do bem-estar e o aumento da produtividade.

, , , , , , , ,