Será que vale transformar sua ideia em um negócio?

por Andreza Silva, para outrosquinhentos.com*

Durante a Pandemia muitas pessoas se viram sem saída e decidiram empreender como uma alternativa ao desemprego.

Mas será que é uma boa ideia empreender só pela necessidade?

Existem outros fatores que precisam ser avaliados?


Leia também: 6 passos para migrar seu negócio para o digital

Não se tem uma resposta certa, mas sim algumas reflexões que auxiliarão nessa decisão. Afinal, não adianta se matar de trabalhar se aquilo não traz retorno, não é mesmo?

Esqueça essa de fazer suas próprias regras e seu próprio horário

Todo empreendedor que quer transformar sua ideia em um negócio de verdade precisa se preocupar com regularização, licenças, alvará, taxas e impostos diversos, fluxo de caixa, estratégias de marketing, vendas, etc. Logo, percebe-se que é uma ilusão acreditar que trabalhará menos. Até porque nenhuma empresa nasce grande e no início você não tem para quem delegar.

Traduzindo: vai trabalhar mais, desempenhará múltiplos papéis, precisará aprender e desenvolver novas habilidades e para isso somente 8 horas de trabalho não serão suficientes.

Empreender é um ato de coragem e persistência

E nem todo mundo tem estômago para isso, portanto é importante entender se seu perfil é condizente com alguém que está disposto a correr riscos, a persistir mesmo em cenário de recessão, que precisará renunciar e priorizar com uma mentalidade mais calculista.

Analise o cenário e conheça seus concorrentes

De repente, você vai perceber que fazer o que você gosta não será suficiente. Você precisará fazer o que é necessário, demandado pelo mercado.

Não ouvir o cliente pode ser um erro fatal para quem está iniciando. Mas, pior que isso, é ignorar a concorrência. Conheça seus concorrentes, pratique o benchmarking e adote boas práticas com algo que só a sua empresa pode fazer.

Esse diferencial te posicionará no mercado e te ajudará a ser escolhido pelos clientes.

Gestão de recursos e construção de processos sólidos

O cliente detesta a variabilidade – um dia o produto ou serviço está incrível, no outro ele se pergunta: “o que é isso aqui?”

Por que isso acontece?

Porque você não tem clareza de como as atividades devem ser executadas para garantir padronização, não sabe quais são os insumos necessários ao seu processo e é incapaz de monitorar a qualidade e o prazo para garantir a satisfação do cliente.

É preciso superar a expectativa do cliente

Buscar a melhoria contínua é uma responsabilidade constante das empresas que buscam o crescimento e a consolidação no mercado. Nesse cenário instável e imprevisível não dá para estagnar. É preciso buscar por melhores fornecedores, parceiros e insumos para garantir a melhor experiência ao cliente. Foque nisso: a experiência do cliente vale ouro e é o que irá mudar o seu jogo.

Então eu te pergunto:

Será que vale transformar sua ideia em um negócio?

*Os textos dos colunistas são de responsabilidade de seus autores e não necessariamente expressam a opinião de outrosquinhentos.com

Você já conhece a comunidade do outrosquinhentos.com no LinkedIn? Oportunidades de recolocação, conteúdos para desenvolvimento de carreira e muito mais. Acesse aqui e conheça!



, , , , ,