Soeclin Saúde de São José alerta sobre obrigatoriedade do exame toxicológico para motoristas

Motoristas de caminhões, ônibus, vans e carretas devem estar com o exame em dia e o não cumprimento é considerado infração gravíssima; coleta é feita por meio de fios de cabelo ou pelos do corpo

por Zilma Cardoso, para outrosquinhentos.com | São José dos Campos

Motoristas de caminhões, ônibus, vans e carretas (categorias C, D e E) devem ficar atentos aos novos prazos para a realização do exame toxicológico periódico. A medida já entrou em vigor e o não cumprimento prevê multa, perda do direito de dirigir e sete pontos na carteira. O alerta é da Soeclin Saúde, uma das clínicas especializadas no Vale do Paraíba apta na coleta do material.


Leia também: Polo Vale Decor alcança marca inédita de parceiros

De acordo com o diretor da Soeclin, Roberto Mantovani Jr., o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) adiou as datas limites para a realização do exame em função da pandemia do novo Coronavírus. “Os novos prazos foram escalonados até o final do ano, conforme a data de vencimento da CNH. Por isso, é fundamental que o motorista fique atento à tabela divulgada pelo Contran”, ressalta. A tabela está disponível no site dos órgãos competentes ou no Instagram @soeclin.saude.

COLETA DO MATERIAL

Mantovani esclarece que o exame toxicológico pode ser realizado apenas nos locais credenciados, caso da Soeclin Saúde em São José dos Campos. “O material é coletado e o resultado é encaminhado direto ao Denatran, o que sem dúvida facilita em muito a vida do motorista”.

O procedimento, segundo ele, é simples: será coletado material do cabelo (3cm) ou pelos do corpo (1 cm) em quantidade mínima necessária para a leitura dos fios.  “Todos os exames são indolores e não invasivos”, afirma.

No laboratório, acrescenta, é feita a análise da queratina presente nos fios. “Não tem problema se os fios tiverem sofrido algum tipo de procedimento químico, como tintura ou alisamento por exemplo, já que passarão por um processo de limpeza adequado”.

Mantovani explica ainda que o exame é considerado de larga janela, ou seja, pode detectar substâncias químicas ingeridas até 180 dias antes. “O exame de sangue ou de urina, comum em outras análises, possui uma janela muito menor, por isso geralmente não são utilizados”.

O objetivo da Soeclin, afirma, é justamente favorecer o acesso do exame aos motoristas com qualidade e rapidez. “A clínica está localizada próxima à Dutra, com estacionamento próprio. E o exame, entre o preenchimento dos dados e a coleta, leva no máximo 20 minutos. Sem fila de espera.  O resultado sai em até três dias úteis.”

QUEM DEVE FAZER O EXAME

O exame toxicológico é obrigatório para motoristas que desejam adquirir ou renovar a CNH (categorias C, D e E) e periodicamente para motoristas com menos de 70 anos a cada 2 anos e 6 meses. Além disso, para motoristas profissionais na admissão ou desligamento de empresas e, ainda, para candidatos a vagas em alguns concursos públicos — como para policiais, bombeiros e guardas municipais.

SERVIÇO

A Soeclin Saúde está localizada à Rua Helena Tirello Alvarenga Souza, número 129, no bairro Palmeiras de São José, em São José dos Campos. Informações: Insta (@soeclin.saude), Face (SOECLIN – Saúde Ocupacional e Especializada) e Whats: (12) 4141 2824.

*Os textos dos colunistas são de responsabilidade de seus autores e não necessariamente expressam a opinião de outrosquinhentos.com
Quer ficar por dentro de tudo o que fazemos e receber nossas novidades primeiro? Faça parte da lista de Assinantes OutrosQuinhentos! É fácil, é rápido e é grátis! Envie QUERO para o nosso whatsapp (12) 99190 6677 ou clicando aqui.



, ,