Transição de carreira sem dores de cabeça ou peso nas costas? É possível!

Especialista dá cinco dicas valiosas para quem vai assumir a posição pela primeira vez

Da Redação

Muitos profissionais têm aspirações altas com relação a seus futuros cargos na empresa e trabalham a fim de se mostrar aptos a uma posição de gerência e até diretoria. Contudo, quando a promoção finalmente acontece, percebem que estão despreparados para comandar uma equipe e ser ponto focal de tantos profissionais que irão demandar liderança.

O estudo “Estresse no Trabalho: um desafio para os gestores das organizações brasileiras” da UFMG, publicado em 2014, constatou que, dos 637 gestores pesquisados, 75,7% apresentaram manifestações de Estresse Ocupacional em níveis que variaram de leve a moderado e intenso. As fontes de tensão no trabalho que mais explicaram o estresse foram ter o dia muito tomado com uma série de compromissos de trabalho assumidos, com pouco ou nenhum tempo livre, e não conseguir se desligar dos contextos relacionados ao trabalho, mesmo fora deles.

“Por conta do nível de responsabilidade na função, é importante se preparar bem antes de assumir o cargo porque não basta conhecimento técnico, é preciso altas doses de inteligência emocional”, conta Gabriela Mative, responsável pela divisão de recrutamento e seleção de média e alta gestão da Luandre. Abaixo, ela dá dicas preciosas para quem acaba de aceitar a promoção.

1. Evite superestimar sua autoridade

“É importante fazer chegar demandas a cada profissional e cobrar, quando houver necessidade, mas sem passar um ar de superioridade, que só vai levar a ressentimentos”, diz Gabriela. A dica de ouro é executar o trabalho, mas também prezar pelo bem-estar no ambiente profissional.

2. Não misture profissional com pessoal

É claro que quem recebe uma promoção deseja que a boa relação com os colegas de trabalho não mude. Isso é possível em nível pessoal, porém, no profissional a relação vai ter de mudar. “O quanto antes o profissional se der conta disso, mais fácil será a transição para todos”, explica a especialista da Luandre.

3. Fale sobre a transição

É natural que colegas que almejavam a mesma posição sintam ciúmes e mudem o comportamento, por isso, Gabriela Mative aconselha a ter uma atitude positiva perante a situação e chamar o colega para um café e bater um papo sobre o assunto. Se houver espaço, até incentivá-lo a não desistir e elogiar suas características como profissional. “Uma conversa franca pode transformar um adversário num aliado”, argumenta.

4. Tenha mentores

A boa notícia é que tais mentores podem estar dentro da empresa. No novo cargo, uma das melhores atitudes é começar um “approach” com gerentes de outras áreas para trocar informações e pedir conselhos, até porque muitos têm mais experiência e conhecem a melhor maneira para lidar com questões que podem ser muito difíceis para um iniciante, mas que eles mesmos tiram de letra.

5. Priorize a Comunicação

O melhor numa equipe é sempre ouvir o outro e cabe ao gerente prezar pela melhor comunicação entre ele e o funcionário. Uma das melhores maneiras de não ter problemas com projetos é perguntar ao profissional se as instruções foram claras e depois seguir acompanhando. Calendários coletivos e lousas são acessórios que podem ajudar ainda mais na gestão.

, , , , , , ,