Virada SP chega a São José com Barão Vermelho, Bala Desejo e Pato Fu

Pato Fu, que comemora 30 anos de carreira, abre o palco do Parque da Cidade às 18h do sábado (5)

Da Redação | outrosquinhentos.com | São José dos Campos
31/10/2022 00h29

São José dos Campos será palco de uma verdadeira maratona cultural nos próximos dias 5 e 6 de novembro.

A Virada SP, iniciativa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, chega à cidade com diversas apresentações da cena artística nacional e internacional.

O evento totalmente gratuito acontece durante 24 horas e confere a São José dos Campos, assim como aos outros 21 municípios contemplados pela ação, o título de Capital Estadual da Cultura de 2022.

A programação será aberta ao público e distribuída em mais de 10 locais da cidade, todos ligados à Fundação Cultural Cassiano Ricardo, como o Teatro Municipal, o Parque da Cidade, o Galpão Altino Bondensan, o Palco do Arquivo, o Ateliê de Artes Visuais Johann Gütlich e o Centro Cultural Clemente Gomes, além do Centro da Juventude, Parque Vicentina Aranha e Sesc.

“São José dos Campos volta a participar da Virada SP, presencialmente, depois da Virada online em 2021. São mais de 10 locais na cidade que recebem mais de 40 atrações culturais para todos os públicos, de todas as idades”, disse Danielle Nigromonte, diretora-geral da Amigos da Arte, gestora da ação.

Shows

A Virada começa no sábado (5), às 17h, com a apresentação de Marcus Santurys e seu Recital de Sitar Indiano e Barbatuques, no Teatro Municipal, que também será palco de Eduardo Gudin (19h30) e André Abujamra com “Emidoinã – Alma de Fogo”.

O álbum do projeto de Abujamra estreou em 2018, quando o cantor, compositor e multi-instrumentista começou suas criações baseadas nos quatro elementos água, ar, fogo e terra.

No domingo, é a vez da Orquestra Comunitária de São José dos Campos (14h) e Frame Circus (18h).
No Palco Parque da Cidade, às 18h, a banda mineira Pato Fu comemora 30 anos e promete levantar a plateia com clássicos e novas canções.

No mesmo palco, Tuia & Guarabyra se apresentam às 21h, e na virada, à meia-noite, é a vez de Chico César e Geraldo Azevedo. A dupla faz o show intitulado “Violivoz”.

As Cantautoras do Vale assumem o palco às 11h30, do domingo (6), seguido de Black Beatles (14h), Vitão (16h30).

Para fechar a noite de domingo, Barão Vermelho (19h).

O Palco do Arquivo recebe Amanda Magalhães (19h30) e João Suplicy (22h30) no sábado. A madrugada de domingo começa com Passarinho e o Sistema Brega de Som (1h30), Teto Preto (4h), Lívia Mattos com Apneia (13h30).

A cantora e compositora francesa Camille Bertault, um dos grandes talentos modernos do jazz e que está em turnê pela América do Sul, se apresenta para o público a partir das 15h30.

Na sequência, sobe ao palco a banda Bala Desejo (18h), uma das mais celebradas novidades no mercado fonográfico brasileiro deste ano.

Linguagens artísticas

Além de música, o evento reúne outras linguagens artísticas, como a intervenção urbana de Roberta Carvalho, Symbiosis, e a exposição interativa dos Jogos do Mundo, uma unanimidade entre crianças e adultos, e teatro.

No Cine Teatro Benedito Alves, o ator Expedito Araújo interpreta o conto “Chovem Amores na Rua do Matador”, do livro “Terrorista Elegante”, de Mia Couto (Moçambique) e José Eduardo Agualusa (Angola).

O enredo fala da história de Baltazar Fortuna, que tem plano de matar as três mulheres com quem se relacionou no passado e as quais acredita que sejam a fonte de todos os males que vive.

São José dos Campos é o 16º município a receber a Virada SP este ano.

No começo de agosto, Adamantina e Ubarana inauguraram o evento que este ano voltou ao formato presencial, depois de dois anos realizados virtualmente em função do isolamento imposto pela pandemia da covid.

Todas as 22 cidades foram selecionadas por chamamento público, realizado pelo governo do Estado de São Paulo.

Virada SP

A Virada SP é uma maratona de arte e cultura com apresentações de linguagens variadas realizadas por artistas e grupos consagrados regional, nacional e internacionalmente.

As atividades acontecem durante mais de 24 horas consecutivas em espaços públicos e privados.

Todas as ações são gratuitas e abertas ao público.

Em 2020 e 2021, o evento assumiu o formato virtual, em função do isolamento social imposto pela pandemia da covid, mas manteve a parceria com cidades selecionadas, sempre por meio de chamadas públicas.

Este ano, a Virada SP volta ao modo presencial e, como nas edições anteriores, dá o título de Capital Cultural do Estado de São Paulo aos 22 municípios escolhidos.

São eles: São José dos Campos, Adamantina, Iguape, Ilha Solteira, Paraibuna, Santa Fé do Sul, Santa Rita do Passa Quatro, Santo Antônio do Pinhal, Ubarana, Botucatu, Mairiporã, Registro, Santa Bárbara d´Oeste, Votuporanga, Itapevi, Santos, Bertioga, Itanhaém, São Sebastião, Campinas, Presidente Prudente e Indaiatuba.

As cidades de Santa Rita do Passa Quatro, Ubarana, Santo Antônio do Pinhal, Paraibuna, Adamantina e São Sebastião participam de forma inédita do evento.

Fomento à cultura

Além de fomentar e democratizar o acesso à cultura, a Virada SP, parte do programa #JuntosPelaCultura, é um grande incentivador da arte local que une Estado, prefeituras e segmentos artísticos a fim de desenvolver a cultura e a economia criativa em todas as regiões do estado.

A Virada SP de 2022 tem um investimento de R$ 15,7 milhões, orçamento recorde na história das Viradas pelo governo do Estado.

A previsão é de que, mais uma vez, o impacto econômico seja significativo com destaque para a geração de empregos diretos e indiretos nas regiões participantes.

Programação

(Todos os eventos na madrugada acontecem do sábado para o domingo)

• Palco Parque da Cidade
Av. Olivo Gomes, 100 – Santana

Sábado (5 de novembro)
18h – Pato Fu
21h – Tuia & Guarabyra

Domingo (6 de novembro)
0h – Chico César e Geraldo Azevedo – Violivoz
11h30 – Cantautoras do Vale
14h – Black Beatles
16h30 – Vitão
19h – Barão Vermelho

Performance Voadora – Corpos Suspensos – Cia Base
• Palco do Arquivo
Av. Olivo Gomes, 100 – Santana

Sábado (5 de novembro)
19h30 – Amanda Magalhães
22h30 – João Suplicy

Domingo (6 de novembro)
1h30 – Passarinho e o Sistema Brega de Som
4h – Teto Preto
13h – Lívia Mattos – Apneia
15h30 – Camille Bertault
18h – Bala Desejo

18h às 6h – Projeto Symbiosis – Intervenção Urbana de Roberta Carvalho
• Palco Volante
Av. Olivo Gomes, 100 – Santana

Domingo (6 de novembro)
1h30 – Jr. Toaster + Yellow P.
• Galpão Altino Bondensan
Av. Olivo Gomes, 100 – Santana

Domingo (6 de novembro)
0h às 4h – Baile da Bonita
• Ateliê de Artes Visuais Johann Gütlich
Av. Olivo Gomes, 100 – Santana

Domingo (6 de novembro)
2h às 6h – Je Treme Mon Amour

• Arena do Parque da Cidade
Av. Olivo Gomes, 100 – Santana

Domingo (6 de novembro)
15h – A Casa de Dentro da Gente – Grupo Caixa de Histórias

  Centros de Estudos Teatrais / Centro Cultural Clemente Gomes
Av. Olivo Gomes, 100 – Santana

Sábado (5 de novembro)
18h – Jogos do Mundo – Exposição Interativa
19h – Coreomania

• Residência Olivo Gomes
Av. Olivo Gomes, 100 – Santana

Domingo (6 de novembro)
17h – Música ao Pôr do Sol

  Teatro Municipal
Rua Rubião Júnior, 84, 3º piso

Sábado (5 de novembro)
17h – Marcus Santurys – Recital de Sitar Indiano
Barbatuques
19h30 – Eduardo Gudin
22h30 – André Abujamra – Emidoinã

Domingo (6 de novembro)
14h – Orquestra Comunitária de São José dos Campos
18h – Frame Circus

 Cine Teatro Benedito Alves da Silva
Rua Rui Dória, 935 – Centro

Sábado (5 de novembro)
18h – The Bichos – Teatro D’Aldeia

Domingo (6 de novembro)
0h – Leões, Vodka e um Sapato 23 – Teatro Cia de 2
15h30 – Chovem Amores da Rua do Matador, com Expedito Araújo / Texto: José Eduardo Agualusa (Angola) e Mia Couto (Moçambique)
17h30 – Elias Pontes e Amigos

 Cine Santana
Av Rui Barbosa, 2005 – Santana

Sábado (5 de novembro)
20h – Brutus
23h – Meneio

Domingo (6 de novembro)
15h – Dumont
17h – Desalmado

  Parque Vicentina Aranha
Rua Eng. Prudente Meireles de Morais, 302 – Vila Adyana

Domingo (6 de novembro)
10h30 – Barbatuquices
13h – O Portal Encantado – Cia Dragao7
15h – A Caravana dos Passaros Errantes – Grupo Nômade

  Centro da Juventude
Rua Aurora Pinto da Cunha, 131 – Jardim América

Domingo (6 de novembro)
16h- Retrô Dancing
16h – Thaíde
18h – Hip Hop Não Para

  Parque Ribeirão Vermelho
Av. Maria de Lourdes Friggi – Urbanova

Domingo (6 de novembro)
11h30 – Banda Cucamonga

  Sesc São José dos Campos
Av. Dr. Ademar de Barros, 999 – Jardim São Dimas

Sábado (5 de novembro)
19h30 – Um Jardim Para Educar as Bestas, com Eduardo Okamoto e Marcelo Onofri

Domingo (6 de novembro)
16h30 – Andanças Passarinheiras

Quer ficar por dentro de tudo o que fazemos e receber nossas novidades primeiro? Faça parte da lista de Assinantes OutrosQuinhentos! É fácil, é rápido e é grátis! Clique aqui e se informe com as boas notícias e o que há de mais importante em São José dos Campos e Vale do Paraíba!


, , , , ,