quinta-feira , 11 julho 2024
Saúde Mental

Conheça sete sinais do transtorno bipolar na infância

Segundo neuropedagoga, reconhecer sinais precoces é essencial para garantir um diagnóstico e intervenção adequados

O transtorno bipolar é uma condição mental caracterizada por mudanças extremas de humor, que vão desde episódios de alta energia e euforia até episódios de depressão profunda.  Normalmente associado a adultos, ele também pode se manifestar na infância, embora de maneira menos comum, por isso, reconhecer os sinais o quanto antes é essencial para garantir um diagnóstico e intervenção adequados, permitindo que a criança receba o suporte necessário para lidar com a condição e alcançar seu pleno potencial.

Segundo Mara Duarte, neuropedagoga, diretora do Grupo Rhema, nas crianças, o transtorno bipolar pode se manifestar de maneira um pouco diferente do que nos adultos, tornando o diagnóstico mais desafiador. “Identificar os sinais precoces do transtorno bipolar na infância é crucial para fornecer apoio adequado e intervenção precoce. O diagnóstico precoce e o tratamento adequado podem ajudar a estabilizar o humor da criança, reduzir o risco de episódios futuros e melhorar sua qualidade de vida geral”, explica.

A orientação da especialista para quem suspeitar que o filho possa estar apresentando sinais de transtorno bipolar é procurar ajuda profissional. “Um psiquiatra infantil ou um psicólogo especializado em saúde mental infantil pode avaliar os sintomas da criança e recomendar o tratamento mais adequado, que pode incluir terapia cognitivo-comportamental, medicamentos estabilizadores de humor e apoio familiar”, afirma.

Confira sete sinais do transtorno bipolar na infância:

  1. Mudanças de humor extremas: As crianças com transtorno bipolar podem experimentar mudanças de humor abruptas e intensas, alternando entre episódios de euforia e depressão. “Elas podem passar de momentos de grande felicidade e energia para períodos de tristeza profunda em questão de horas ou dias”, diz Mara.
  2. Irritabilidade persistente: Além das mudanças de humor, as crianças com transtorno bipolar podem exibir irritabilidade persistente, mesmo em situações que normalmente não as incomodariam, podendo ficar facilmente frustradas, irritadas ou até mesmo agressivas em resposta a estímulos mínimos.
  3. Insônia ou hiperatividade: Durante os episódios de mania ou hipomania, as crianças podem apresentar dificuldade para dormir ou uma quantidade anormalmente alta de energia, o que pode resultar em comportamento hiperativo e impulsivo.
  4. Falta de concentração: A dificuldade de concentração é comum em crianças com transtorno bipolar.
  5. Comportamento de risco: Durante os episódios de mania, as crianças com transtorno bipolar podem se engajar em comportamentos de risco, como gastar dinheiro de forma impulsiva, envolver-se em atividades perigosas ou ter um aumento na atividade sexual.
  6. Falta de interesse em atividades habituais: Uma criança com transtorno bipolar pode perder o interesse em atividades que normalmente gostaria de fazer, podendo se sentir entediada ou desmotivada.
  7. Pensamentos suicidas ou autodestrutivos: Em casos mais graves, as crianças com transtorno bipolar podem expressar pensamentos suicidas ou comportamento autodestrutivo. Esses sinais exigem atenção imediata e intervenção profissional.

✅ Leia também: Fake news ainda atrapalha a eficácia das campanhas de vacinação

%s Comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *