terça-feira , 16 abril 2024
Saúde Preventiva

Qual o papel da hidratação no envelhecimento saudável?

Entenda o papel da hidratação no envelhecimento saudável

Em um momento que a expectativa de vida volta a subir, brasileiros precisam ter mais atenção à saúde, o que passa inevitavelmente pela boa hidratação

A Tábua de Mortalidade 2022 revelava uma significativa queda na expectativa de vida dos brasileiros, passando de 76,2 anos em 2019 para 72,8 anos em 2021. Essa redução foi atribuída ao aumento das mortes relacionadas à pandemia de COVID-19. Em seguida, o valor mudou e um recém-nascido, em 2022, tinha uma previsão de viver até 75,5 anos, chegando a 72 anos para homens e 79 para mulheres. Essas estatísticas destacam a necessidade de promover um envelhecimento ativo e saudável à população.

De acordo com o Dr. Gustavo Feil, renomado médico especializado em Ciências da Longevidade Humana e Nutrologia, um dos pilares fundamentais para alcançar esse objetivo é a atenção à hidratação adequada na terceira idade. “Associada a uma dieta equilibrada e à prática regular de atividade física, a hidratação desempenha um papel importante no bem-estar físico e emocional dos idosos”, conta.

Ele ressalta ainda a importância desse tripé para o envelhecimento ativo, onde a hidratação adequada é muitas vezes subestimada, mas desempenha um papel crucial na manutenção da saúde na terceira idade. Combinada com uma dieta equilibrada, rica em nutrientes essenciais, e a prática regular de atividade física, contribui para a prevenção de diversas doenças associadas ao envelhecimento.

➡️ Conheça o instagram do outrosquinhentos.com e fique por dentro de conteúdos exclusivos. Acesse agora mesmo e siga!

“Manter-se hidratado é essencial para garantir o bom funcionamento do organismo, especialmente em idades mais avançadas, quando a desidratação pode levar a complicações de saúde significativas”, explica. Para ele, uma hidratação adequada auxilia na manutenção da saúde renal, na regulação da temperatura corporal e na lubrificação das articulações, elementos de atenção para um envelhecimento ativo e confortável.

Além da hidratação, o que mais conta?

O Dr. Gustavo Feil ressalta que “além da hidratação, é necessário adotar uma dieta equilibrada, adaptada às necessidades nutricionais específicas da terceira idade”. Isso porque a combinação de nutrientes como vitaminas, minerais e antioxidantes fortalece o sistema imunológico e contribui para a manutenção da saúde cognitiva.

A prática regular de atividade física, adaptada às condições individuais, é outro pilar essencial para um envelhecimento ativo. Os exercícios não apenas melhoram a saúde cardiovascular e muscular, mas também têm impactos positivos no bem-estar emocional, reduzindo o risco de depressão e ansiedade.

Para um suporte personalizado nesse processo, a consulta com um nutrólogo torna-se valiosa. Esse profissional é capaz de elaborar planos alimentares específicos, considerando as necessidades individuais, promovendo um envelhecimento ativo e saudável. “Investir na qualidade de vida na terceira idade é investir no bem-estar e na autonomia. Ao adotar uma abordagem integrada, focada na hidratação, dieta equilibrada, atividade física e suporte nutrológico, é possível desfrutar de um envelhecimento ativo e pleno”, conclui.

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *